Entregas Grátis encomendas superiores a 40€ | Apoio ao cliente info-pt@naturecan.com

CBD e Artrite: O que dizem as pesquisas?

Escrito por Zaneta Pacific e revisto pelo nossa perita qualificada, Moyra Cosgrove, Chefe de Nutrição na Naturecan, Nutricionista Registada SENR e candidata a DProf na LJMU

Resumo:

  • A artrite é uma condição dolorosa que afecta as articulações.
  • Qualquer pessoa pode ter artrite, independentemente da sua idade ou sexo.
  • Estudos demonstraram que os canabinóides, tais como o CBD, podem ter efeitos terapêuticos potenciais em pessoas com artrite.

A Arthritis Foundation publicou recentemente recomendações sobre a utilização de CBD quando se sofre de artrite. Estas diretrizes são uma resposta a um número cada vez maior de pacientes que perguntam como utilizar CBD de forma segura e eficaz.

Introdução

Estima-se que mais de 10 milhões de pessoas só no Reino Unido têm artrite - uma condição dolorosa que afeta as articulações do corpo humano.

A forma como a doença é vivenciada pode variar significativamente de pessoa para pessoa. Depende do tipo de artrite de que se sofre, do nível de inflamação, e do tempo em que a doença progrediu.

Enquanto algumas pessoas podem sentir apenas um ligeiro desconforto, outras podem sentir dores fortes ou uma mudança significativa na sua mobilidade.

Como atualmente não existe cura conhecida para a artrite, os pacientes são normalmente receitados com medicamentos para ajudar a retardar o progresso da doença, e são frequentemente aconselhados sobre como gerir os seus sintomas com mudanças no estilo de vida e medicação.

Então, qual é a relação entre o CBD e a artrite, e pode beneficiar com isso?

CBD para artrite

O que é a artrite?

A artrite não é uma doença única. Em vez disso, é uma palavra usada para descrever um conjunto de condições articulares dolorosas, frequentemente causadas por inflamação, idade, lesões, obesidade, ou condições ambientais.

Óleo CBD para artrite

Tipos de artrite

Existem muitos tipos diferentes de artrite, alguns dos quais podem afectar qualquer pessoa, independentemente da idade ou sexo.

As formas mais comuns de artrite são a artrite degenerativa e a artrite inflamatória.

  • A osteoartrite, uma forma de artrite degenerativa, está associada ao processo de envelhecimento. Embora também envolva ligeiros níveis de inflamação, a dor é geralmente devida a alterações nas articulações causadas por um simples "desgaste".
  • Ao contrário da artrite degenerativa, a artrite inflamatória, como a artrite reumatóide e a artrite psoriásica (e mesmo a gota), é causada por uma resposta incorrecta do nosso sistema imunitário. Por conseguinte, é classificada como uma condição auto-imune onde o sistema imunitário ataca tecidos saudáveis, o que leva a danos e dores nas articulações.

Não é claro porque é que as pessoas sofrem de artrite inflamatória, mas a investigação sugere que pode ter algo a ver com uma combinação de predisposições genéticas e fatores ambientais, que podem desencadear uma resposta incorreta do sistema imunitário.

Atualmente, não existem curas conhecidas para qualquer tipo de artrite. Em vez disso, os médicos concentram-se principalmente na prevenção de qualquer dano adicional nas articulações das pessoas afetadas por esta condição, acalmando a inflamação e limitando a dor e o desconforto relacionados com os danos e inflamação das articulações.

O que é o CBD?

CBD, abreviatura de canabidiol, é um composto químico encontrado na planta da cannabis. Este canabinóide não-intoxicante é legal, seguro e disponível na maioria dos países europeus.

O CBD pode ser utilizado como suplemento e como ingrediente ativo em vários cosméticos, incluindo cremes, loções e géis. Na Europa, o CBD é extraído principalmente do cânhamo, conhecido pelos seus altos níveis de CBD e baixos níveis de THC (o canabinóide controlado que está associado à intoxicação).

A popularidade d CBD é principalmente atribuída à sua capacidade de interagir com o sistema endocannabinoide. Através desta interação, o CBD tem o potencial de ajudar a apoiar vários processos no corpo humano, incluindo o sistema imunitário, a gestão da dor, e a resposta do corpo ao stress.

CBD para dor de artrite

Poderá o CBD ajudar com a artrite?

Antes de falarmos sobre a relação entre o CBD e a artrite, precisamos de esclarecer que não existem provas científicas que sustentem a utilização de CBD em vez da medicação prescrita.

Posto isto, as primeiras provas são promissoras, tal como assinalado pela Sociedade de Artrite. Estudos múltiplos com animais sugerem que o CBD pode ter de facto propriedades analgésicas e antinflamatórias.

Por exemplo, os resultados de um estudo de 2015 sobre o impacto do CBD transdérmico (aplicado diretamente sobre a pele) na artrite em ratos, indica que o CBD pode ter potencial terapêutico para a inflamação e dor relacionadas com a artrite.

Isto também é apoiado por provas anedóticas de pessoas com artrite reumatóide que utilizaram óleo de CBD e mostraram sinais de melhoria nos seus sintomas, tais como dor, ansiedade e problemas de sono.

Com mais investigação a ser feita todos os dias, parece haver um grande potencial, promissor, e o futuro parece brilhante.

Óleo CBD para dor de artrite

Óleo de CBD e artrites

As provas anedóticas não são tudo o que temos.

Cada vez mais investigadores estão a explorar a potencial relação entre artrite e o CBD, bem como outros compostos encontrados na cannabis (tais como THC e CBG).

Aqueles com osteoartrite podem estar interessados num estudo animal a partir de 2017 que explorou o impacto do CBD neste tipo específico de artrite.

Os resultados sugerem que o CBD pode bloquear a dor causada pela osteoartrite e até prevenir danos adicionais nas articulações afetadas por este tipo de artrite. 

E o CBD para a artrite reumatóide?

Para compreender como o óleo de CBD pode ajudar a apoiar pessoas com artrite reumatóide, devemos lembrar que este tipo particular de artrite é principalmente causado por inflamação. Um artigo publicado no Current Opinion in Rheumatology Journal discute como os canabinóides e como o CBD podem ter a capacidade de mostrar efeitos anti inflamatórios através da interação com os receptores do Sistema Endocannabinoide. Esta interação entre o Sistema Endocannabinoide, o CBD e a artrite também tem sido demonstrada em muitos outros modelos pré-clínicos, incluindo os que exploram a artrite inflamatória.

Óleo de CBD e dor crónica

Não é possível falar de artrite sem falar de dor crónica.

A dor crónica é um tipo de dor que ou é recorrente ou constante e dura mais de três meses. A dor crónica pode levar a incapacidade e sofrimento.

Como a dor crónica é difícil de tratar, os cientistas estão constantemente a tentar compreender o que causa diferentes tipos de dor e, a partir daí, desenvolver novas e melhoradas ferramentas para a gestão da dor.

Novos medicamentos à base de cannabis estão a ser desenvolvidos e aprovados para a gestão da dor em toda a Europa. A Federação Europeia da Dor criou mesmo uma task force especial cujo objetivo principal era analisar provas científicas relativas ao impacto dos medicamentos à base de canábis em diferentes tipos de dor, incluindo a dor crónica. Um dos muitos resultados promissores desta análise foi a constatação de que as atuais provas científicas (na altura da avaliação) mostraram que a medicação à base de cannabis poderia ser uma solução razoável para a gestão da dor, especialmente para a dor neuropática crónica que não pode ser gerida com a medicação tradicional.

CBD para dor crónica

Outras investigações sugerem que a dor crónica pode ser desencadeada não só por uma doença existente, mas também por elevados níveis de stress e ansiedade.

Acredita-se que o CBD tem a capacidade de suportar uma vida equilibrada e promover níveis mais baixos de stress e ansiedade, pode ter múltiplos efeitos benéficos sobre a dor crónica

Óleo de CBD e artrite psoriásica

cbd para artrite psoriásica

A maioria das pessoas associa a psoríase a condições cutâneas e não articulares.

Infelizmente, quase 1 em cada 3 pessoas diagnosticadas com psoríase cutânea irá desenvolver artrite psoriásica. Este é ainda outro tipo de artrite inflamatória resultante do sistema imunitário que ataca erradamente células e tecidos saudáveis - neste caso, as articulações.

O cânhamo e o CBD são frequentemente utilizados em cosméticos concebidos para a pele sensível que sofre de psoríase. Isto deve-se às suas potenciais propriedades inflamatórias e uma capacidade de manter a pele afetada pela psoríase profundamente hidratada.

Tal como no caso da artrite reumatóide, alguns estudos pré-clínicos dos últimos anos demonstraram que o CBD pode contribuir para um sistema imunitário mais equilibrado, o que, por sua vez, faz com que os receptores de canabinoides influenciem a forma como sentimos dor. Isto sugere que o CBD pode ter um lugar nas opções de tratamento para a artrite psoriásica.

Como funciona o CBD?

Uma das descobertas mais emocionantes relacionadas com o CBD é a descoberta do Sistema Endocannabinoide e o seu papel na forma como as pessoas experienciam a dor.

O Sistema Endocannabinoide é uma rede de receptores espalhados por todo o corpo, participando em vários processos como o sono, ansiedade, stress, respostas imunitárias, de dor, e muito mais.

Os canabinóides, como o CBD, podem interagir com estes receptores da mesma forma que os endocanabinóides produzidos no corpo humano.

Devido a esta semelhança, os cientistas estão a explorar a medida em que os canabinóides, incluindo o CBD, podem interagir com estes processos e influenciá-los.

Embora sejam necessários mais estudos clínicos em humanos para compreender a relação entre o CBD e a dor, parece que a ativação de receptores canabinóides específicos no nosso Sistema Endocannabinoide pode resultar em efeitos atenuantes da dor.

óleo de cbd para artrite reumatóide

Como tomar CBD se tiver artrite

Se tiver vontade de experimentar CBD e a artrite é um problema para si, temos algumas dicas para ajudar a facilitar o seu início.

Existem diferentes métodos de administração de CBD à sua escolha. Antes de mais, use uma administração oral se quiser sentir os efeitos em todo o seu corpo, e opte por uma administração tópica para obter resultados mais localizados.

cbd para artrite reumatóide

Os óleos de CBD, cápsulas de CBD e gomas de CBD podem ser todos administrados oralmente. O óleo de CBD permite uma administração precisa e rápida absorção devido à sua elevada biodisponibilidade. As cápsulas e as gomas demoram mais tempo a chegar à corrente sanguínea, uma vez que têm de ser digeridas primeiro. A dosagem exata também pode ser mais complicada, mas o sabor é por vezes preferido ao óleo de CBD.

Os tópicos, por outro lado, têm um efeito localizado. Por conseguinte, deve considerar a utilização de produtos especificamente concebidos, tais como o nosso bálsamo de CBD para as articulações, que ajuda a aliviar dores e dores e pode ser aplicado diretamente nas áreas do corpo que requerem cuidados adicionais devido à artrite.

Lembre-se que o uso de tópicos e suplementos orais não são mutuamente exclusivos. É perfeitamente seguro utilizar bálsamos e cremes para as articulações sobre a sua dose regular de CBD, desde que se mantenha abaixo de uma dose máxima de 70mg por dia.

Considerações

Há algumas coisas que precisa de ter em mente para garantir a utilização segura e eficaz do CBD:

  • Antes de utilizar CBD, fale sempre com o seu médico, pois pode interferir com certos medicamentos prescritos e pode não ser adequado para si
  • Nunca utilize CBD para substituir a sua medicação de prescrição atual
  • Experimente CBD se os resultados dos tratamentos tradicionais não forem satisfatórios
  • Compre produtos de CBD a fornecedores de confiança
  • Verifique se os produtos foram testados por laboratórios independentes quanto à contaminação por pesticidas, herbicidas, metais pesados, e mais
  • A Arthritis Foundation sugere-lhe que evite os vapes de CBD e, em vez disso, utilize óleo de CBD e os seus tópicos 
  • Se sentir quaisquer efeitos secundários, como náuseas ou tonturas, deixe de usar o CBD e consulte o seu médico.

Para compreender como o seu corpo reage à interação entre o CBD e a artrite, certifique-se de abordar todo o processo da toma de CBD de uma forma quase científica. Considere o uso um diário para acompanhar a forma como se sente após uma, duas e três semanas do processo. Será mais fácil para si ver se o CBD e a artrite podem formar uma ligação saudável e se este lhe proporciona os benefícios desejados. Lembre-se de falar com o seu médico da forma como o seu corpo reage ao CBD e à artrite.

Potenciais efeitos secundários do CBD

Embora os efeitos secundários do CBD sejam raros, é preciso saber quais são. Os efeitos colaterais mais comuns incluem sonolência, náuseas e boca seca. Quando utilizada em doses excessivas, o CBD pode também diminuir o apetite, e causar erupções cutâneas, diarreia, ou problemas de sono.

Aconselhamos vivamente que se familiarize com esta lista completa dos efeitos secundários do CBD antes de iniciar a sua aventura.

E, como sempre acontece com o CBD, fale com o seu médico em caso de dúvida.

Takeaway

Os óleos e cremes de CBD são populares entre as pessoas com artrite de qualquer tipo.

Este canabinóide não aditivo e não tóxico tem um bom perfil de segurança. Embora sejam necessários mais ensaios clínicos e estudos em seres humanos para compreender melhor a relação entre o CBD e a artrite, o que já sabemos é muito promissor.

Devido às potenciais propriedades anti inflamatórias e aliviadoras da dor que o CDB proporciona, as organizações de saúde internacionalmente reconhecidas estão a analisar mais de perto os potenciais benefícios da medicação prescrita com CBD. Mas até que a relação entre este e a artrite seja totalmente compreendida, deverá sempre consultar o seu médico de clínica geral local sobre a sua decisão de utilizar CBD ou qualquer outro suplemento à base de canábis, especialmente em combinação com medicamentos prescritos.

E depois de o fazer, pode sentir-se livre para explorar a forma como o seu corpo irá reagir ao CBD. Os óleos e cremes de CBD são populares entre as pessoas com artrite e qualquer tipo.