Entregas Grátis encomendas superiores a 40€ | Apoio ao cliente info-pt@naturecan.com

O CBD reduz a dor?

Resumo:

  • Há vários tipos de dores, como dores de costas, dores crónicas, artrite ou dores articulares.
  • Estudos mostraram que o CBD ajuda o corpo na reparação de células danificadas e a manter o equilíbrio interno.
  • O CBD pode ajudar também na perceção da dor no sistema nervoso, e a redução da sua sensibilidade.

Dependendo de como o óleo de CBD seja usado, pode trazer diferentes benefícios. Cremes e géis de CBD são cada vez mais populares para quem tem dores, e pode aplicado directamente onde necessário.

Como uma boa parte da medicação para dores são de acesso limitado e muitas vezes incluem drogas que causam dependência, o CBD é uma opção natural que não causa dependência nos seus utilizadores.

O que é a dor?

A Agência Internacional para o estudo da dor define dor como uma experiência sensorial e emocional desagradável, que pode ter um potencial dano dos tecidos.

Quando as células do corpo detectam danos nos tecidos, dão um sinal ao cérebro através do sistema nervoso que algo pode estar errado. O cérebro traduz isto numa sensação de dor, por isso reagimos evitando o que a causa. Por exemplo, tocar numa superfície quente causa dor e imediatamente contraímos os músculos afastando-nos do local. Isto é um exemplo de dor aguda, que é uma resposta a uma dor específica.

Um estudo em 2016 mostrou que 43% da população do Reino Unido vive com dores crónicas. Este tipo de dor tipicamente dura mais de 6 meses e é provocado por causas internas.

O que é o CBD?

O CBD ou canabidiol, é um dos 140 canabinóides encontrados na planta Cannabis Sativa. Não é tóxico, ou seja, não traz qualquer efeito que altere a consciência ou funções cognitivas. O CBD tem provado ser muito eficaz a ajudar várias funções do organismo, como a dor.

O CBD é perfeitamente legal em Portugal desde que os níveis de THC sejam inferiores a 0.3%. Todos os produtos da Naturecan estão isentos de THC.

Como funciona o CBD?

O CBD influencia o sistema endocanabinóide (ECS), que é uma complexa rede de células que sinalizam diferentes ações no organismo. O ECS é constituído por 3 componentes principais:

- Endocanabinóides
- Enzimas
- Receptores canabinóides

Os endocanabinóides são moléculas neurotransmissoras que se ligam aos receptores de canabinóides no nosso sistema nervoso central, sistema nervoso periférico e células imunitárias.

Estes receptores estão ligados a células específicas do corpo. Os endocanabinóides ligam-se a eles e transmitem sinais ao cérebro.

As células então respondem a esses sinais ao agirem perante a informação dada. Perante um evento em que ocorra uma lesão, os endocanabinóides vão procurar os receptores na área afectada para aliviar a dor, assim como células do sistema imunitário para aliviar a inflamação e iniciar o processo de recuperação.

 Assim que os endocanabinóides fizerem o seu trabalho, o corpo produz enzimas para quebrá-los. O nosso ECS regula várias funções vitais do corpo durante todo este processo.

Infelizmente se os nossos níveis de endocanabinóides estiverem baixos, o nosso ECS tem dificuldades para comunicar e manter o equilíbrio dos diferentes sistemas do corpo.

Há várias formas de aumentar os níveis de endocanabinóides, como exercício regular. A suplementação com CBD também aumenta os níveis de canabinóides no corpo.

redução da dor com cbd

Quais são os efeitos do CBD?

Apesar da pesquisa sobre os efeitos do CBD ainda ser limitada, o que sabemos é para já bastante promissor. Dependendo de como é tomado, pode ter efeitos diversos. Como os receptores de canabinóides estão espalhados por todo o corpo, podemos atingir áreas específicas ao ingerir ou aplicar topicamente o CBD.

Seguem os efeitos principais do CBD:

CBD Ingerido

O CBD que ingerimos ou aplicamos sob a língua é absorvido e encaminhado para a corrente sanguínea, onde pode circular em todo o sistema.

Desta forma o CBD tem efeitos mais alargados: podes melhorar o humor ao interagir com os receptores de serotonina do cérebro, e ainda aumentar os níveis naturais de endocanabinóides ao inibirem as enzimas FAAH, que são responsáveis pela quebra  da anandamida, um endocanabinóide. A anandamida está ligada à melhoria do humor, maior resistência à dor e redução do medo e ansiedade.
 
Alguns estudos dizem mesmo que o ECS faz a ponte entre o cérebro e o estômago. Estudos recentes confirmam que o estômago está ligado à saúde física e mental, pois ambos usam os mesmos receptores, neurónios e neurotransmissores.

dor crónica e cbd

Pesquisas apontam que uma deficiência em endocanabinóides pode levar a doenças incuráveis, como o síndrome o intestino irritável. Uma das formas de aumentar os níveis de canabinóides é fazer suplementação com produtos com CBD.

cbd e dores

CBD Tópico

Aplicar CBD na pele é uma das melhores formas para recuperar de dores e inflamações.

No entanto, o CBD aplicado na pele não é absorvido para a corrente sanguínea, mas interage directamente com os receptores do ECS nas células alvo.

Como o CBD tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, pode ajudar  a reduzir a irritação da pele ou algum dano que as células tenham.

Muitos atletas usam os bálsamos musculares com CBD para ajudar na recuperação de lesões ou tensões musculares.

Efeitos do Óleo de CBD na dor

O CBD pode ajudar na recuperação de dores. O CBD aplicado topicamente pode dar um conforto extra onde mais precisamos. Apesar de ainda estarem num estágio inicial, a pesquisa indica que o CBD pode ter um efeito positivo na gestão da dor.

O CBD e as dores de costas

As dores de costas podem resultar de diferentes condições de saúde, e podem durar uns dias ou mesmo tornarem-se dores crónicas.

Numa revisão de estudos de 2020, pesquisadores descobriram que o uso de CBD por 7 dias pode ajudar a reduzir a dor.

Ensaios clínicos prévios mostraram que o CBD pode ajudar quem sofra de dores crónicas ao ajudar a recuperar da causa que provoca a dor.

Por exemplo, estudos descobriram que o CBD tem efeitos positivos na qualidade do sono, o que pode ajudar na sensibilidade das dores nas cosas.

O CBD também pode ajudar a reduzir a ansiedade, o que é muitas vezes uma causa de dores, pois a ansiedade aumenta o cortisol e isso leva a uma maior dificuldade nos processos naturais de regeneração. Por fim, o efeito anti-inflamatório do CBD demonstrou contribuir para a redução da dor de costas.

cbd analgésico

Isto não é uma surpresa quando pensamos sobre como o CBD influencia o sistema endocanabinóide, que regula a percepção da dor.  Evidências de estudos com animais também mostram que o CBD pode interagir com o nosso sistema de sensação de dor, e influenciar como a experienciamos.

CBD e a Dor Crónica​

A dor crónica tipicamente dura mais de 6 meses e pode continuar mesmo depois da fonte de dor (como uma lesão) estar curada. Isto é causado por sinais que continuam activos no sistema nervoso, aparentemente sem causa aparente. Pode existir dor crónica devido a várias condições de saúde que podem levar a nos a serem tratadas de forma correcta.

Um relatório sobre CBD e dor crónica geral encontrou bastante evidência que o CBD pode permitir uma melhor recuperação da dor crónica em adultos. Outro estudo no 
 Journal of Experimental Medicine confirmou que o CBD pode contribuir para baixar os níveis de dor e inflamação. O CBD é ainda uma alternativa de baixo risco e sem causar dependência, como acontece com muitos medicamentos, isto de acordo com evidência numa revisão de vários estudos em 2018.

Pesquisadores descobriram que o CBD pode oferecer uma forma bem mais natural de ajudar a saúde de doentes com dores crónicas sem causar efeitos secundários.

CBD e a Artrite

Pesquisas também indicam que o CBD pode afectar de forma positiva a dor provada por artrites. Há centenas de formas de artrite, cada uma com causas e sintomas únicos, mas a dor é um factor comum.

Como o CBD pode interagir com receptores no cérebro e nas células do sistema imunitário, pode de facto ajudar na recuperação da dor e inflamação daqueles que sofrem de artrite. Um estudo de 2016 descobriu que o CBD tópico está ligado a uma redução da dor e inflamação associadas à artrite. Um estudo em ratos confirmou que o CBD pode afectar como os receptores de dor no corpo respondem a estímulos, e assim possivelmente reduzirem a sensibilidade à dor.

A fundação de artrite conduziu um estudo sobre a relação do CBD e da artrite, mostrando que perto de 80% de pessoas que lidavam com dor relacionada com a artrite, estavam ou usarem CBD para reduzir a dor. Os que utilizaram CBD sentiram melhorias no sono, bem estar geral e dores.

cbd para artrite

No entanto nem todas as formas de artrite têm benefícios com o uso de CBD. A artrite reumatoide é uma doença autoimune comum que causa imensa dor, inflamação e rigidez das articulações. Medicação prescrita pelo médico é necessária para evitar maiores danos, e como o CBD pode interagir com medicação, consulte sempre primeiro o seu médico.

CBD e Dores Articulares

As dores articulares podem tornar os movimentos extremamente dolorosos. Lesões devido a desporto, uma vida sedentária ou condições genéticas, como a artrite, contribuem para dores articulares. À medida que as pessoas envelhecem, é normal sentirem dores articulares de uma forma ou de outra.

A osteoartrite é uma das formas mais comuns de artrite. Acontece quando a cartilagem entre articulações se degrada, e os ossos tocam um no outro causando imensa dor. O CBD pode ajudar de 2 formas: atinge directamente a área para permitir a recuperação, e ainda interage com o sistema nervoso central, que envia sinais para o cérebro quando detecta células danificadas.

Um estudo publicado no jornal "Pain", descobriu que o CBD pode trazer um alívio local para as dores nas articulações de ratos com osteoartrite ao bloquearem as respostas inflamatórias que pioram a doença. Como o CBD tem propriedades anti-inflamatórias também pode contribuir para uma redução das dores articulares causadas pelas condições de inflamação.

Enquanto muitos pacientes que lutam contra dores articulares, resultados positivos vêm sendo confirmados com o uso de CBD, e mais ensaios clínicos precisam ser feitos. Em estudos com animais e CBD, quando o mesmo é aplicado topicamente aconteceu de forma eficaz uma redução da dor e inflamação.

Quanto tempo demora o CBD a fazer efeito?

O óleo de CBD em gotas é uma das formas mais eficazes e de rápida de ação de tomar CBD, e por norma em 15 minutos sentimos os efeitos., se aplicado de forma sublingual. Os efeitos do CBD duram entre 4 a 6 horas.

As gotas de óleo de CBD podem ser absorvidas directamente na corrente sanguínea pelos capilares debaixo da língua. O que não for absorvido nessa fase, pode ser engolido e mais tarde digerido para os efeitos surgirem.

O tempo que demora a funcionar depende de vários factores: altura, peso, massa muscular, metabolismo, actividade diária e genética. Alguns sentem os efeitos em poucos minutos, outros precisam de 1 hora. De forma geral, quanto mais rápido for o metabolismo e actividade diária, mas rapidamente entra no nosso organismo e traz os efeitos benéficos.

Abaixo podemos ver diferentes produtos de CBD e o tempo para surtirem efeito:

óleo de cbd

Óleos de CBD

30 minutos

cápsulas de cbd

Cápsulas de CBD

Até 2 horas

cbd snacks

Snacks de CBD

Até 2 horas

cbd vape

Vapes de CBD

Efeito imediato

bálsamos de cbd

Bálsamos de CBD

Cerca de 1h

Como usar o CBD?

Há muitos produtos de CBD no mercado, por isso devemos conseguir escolher o mais adequado para as nossas necessidades. Quando usamos o CBD para recuperar de dores, há formas que funcionam melhor que outras.

O óleo de CBD em gotas é uma forma muito boa de beneficiar do seus efeitos rapidamente, graças à sua biodisponibilidade. Como o CBD pode ser absorvido directamente na corrente sanguínea quando aplicado sob a língua, não passa pelos processos de metabolização do estômago e fígado, e desta forma mais vais estar disponível para o organismo.

O CBD pode ser usado de forma sublingual colocando as gotas debaixo da língua e aguardando cerca de 1 minuto antes de engolir.

como tomar cbd
como usar cbd

Outra forma de usar CBD é aplicando topicamente, como por exemplo o Creme de Arnica, que é usado directamente sobre o local com dores.

O CBD usado de forma tópica pode ser absorvido directamente pelas células da pele, e assim interage directamente com os receptores de canabinóides para permitir a recuperação das dores e inflamação.

Recomendamos que seja aplicada uma camada fina de creme de CBD na pele 2 a 3 vezes por dia.

Para ajudar a encontrar a dose ideal de CBD, recomendamos o uso da nossa Calculadora de CBD.

Outros usos do CBD​

Ao interagir com o nosso ECS, podemos ter imensos benefícios. Além da redução da dor, o CBD participa em funções vitais como o sono, humor, metabolismo, cuidado da pele e bem-estar geral. É também benéfico quando usado em animais.

Efeitos secundários do CBD

O CBD afecta todos de forma diferente, mas quando usamos a dose certa de um CBD de qualidade, é muito improvável experienciar algum efeito colateral. No entanto, há alguns efeitos reportados:

  • Boca seca
  • Diarreia
  • Perda de apetite
  • Tonturas
  • Pressão arterial baixa

No entanto o CBD é geralmente muito bem tolerado, e tem baixo perfil de risco (de acordo com a OMS). Efeitos colaterais estão relacionados com uso de doses incorrectas ou produtos de baixa qualidade. Não deve ser ingerido em doses superiores s 70mg, e recomendamos sempre que procurem produtos com análises feitas por laboratórios externos.

O CBD também pode interferir com medicamentos, portanto deve-se sempre consultar um médico quando se vai combinar CBD com medicação prescrita.

Conclusão

A dor afecta milhões de pessoas em todo o mundo, e os tratamentos são limitados. Há vários tipos de dor, como dor crónica, dor de costas, artrite e dores articulares. Graças às propriedades anti-inflamatórias, o CBD pode ajudar esses problemas. O CBD interage com o sistema nervoso, que envia sinais de dor para o cérebro, e podendo assim também para reduzir a sensibilidade à dor.

O CBD não causa dependência e é um produto de baixo risco quando falamos em efeitos secundários. 

Referências

Nota:  ainda não existe evidência suficiente que suporte o uso de CBD nas condições acima referidas. Procure sempre ajuda de um profissional.